Header Ads

Header ADS

TV Varjota em Destaque - Ao vivo

Justiça Eleitoral pede reforço da Polícia Federal em Icó

O desembargador Abelardo Benevides solicitou diligências da PF, após atentados contra agentes da Justiça Eleitoral. FOTO: JOSE LEOMAR
O presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE),  desembargador Abelardo Benevides solicitou, oficialmente, ao superintendente regional do Departamento de Polícia Federal do Ceará, Delano Cerqueira Bunn, a abertura de inquérito policial para investigar casos de violência no Município de Icó. Na semana passada a residência de um fiscal de propaganda eleitoral foi alvejada com seis tiros disparados por um homem em uma motocicleta.

O ofício do presidente do Tribunal Regional Eleitoral foi encaminhado ontem ao superintendente da Polícia Federal. Também é a primeira manifestação do Eleitoral relacionado à preocupação com a segurança das eleições.

Após atos de violência decorrentes da campanha eleitoral no Município, como o atentado contra a o fiscal Carlos Alberto Santos, ocorrido há uma semana, a Polícia Militar já havia aumentado as diligências no local, mas agora o TRE quer que a Polícia Federal aja para tentar evitar os crimes decorrentes do pleito deste não.

Depois de denúncia feita pelo juiz da 15ª Zona Eleitoral, em Icó, Bruno Gomes Benigno Sobral,  e do próprio prefeito da cidade, Jaime Júnior (que é candidato à reeleição), o presidente do TRE solicitou a adoção de medidas urgentes com vistas à abertura de inquérito policial com apuração dos fatos.

A determinação de solicitar reforço federal foi acertada em decisão unânime da comissão de Segurança Permanente da Justiça Especializada, em sua 9ª reunião ordinária. A denúncia apontada pelo documento enviado pelo desembargador é a de conduta criminosa de intimidação de atuação de magistrado e agentes públicos, o que requer do Judiciário Federal Eleitoral a “verificação das questões relativas ao imediato e necessário reforço policial na 15ª Zona Eleitoral de Icó”.

Diario do Nordeste
Tecnologia do Blogger.