ULTIMAS NOTÍCIAS

Covardia!Homem bate em guarda feminina e na esposa delegada( assista ao Vídeo)


Uma segurança do Clube Atalaia, palco das agressões de um homem contra duas mulheres na cidade mineira de Três Corações, gravou um vídeo esclarecendo mais detalhes do caso e pedindo punição para o agressor.

O caso está correndo as redes sociais e causando grande repercussão desde a tarde deste sábado (17). Nas primeiras imagens que demonstram a confusão, Luiz Felipe Neder Silva, de 34 anos, aparece discutindo e depois agredindo violentamente uma guarda feminina, identificada como Edvânia Nayara.

Pelo depoimento da segurança do clube, identificada como Fabiana, o agressor teria feito outras duas vítimas antes de dar um safanão e depois chutar a cara da agente.

dela, aonde ela pegou a chave e jogou para a Edvânia, a agredida. Pediu para Edvânia jogar a chave para longe, no intuito de afastar ele. Edvânia jogou a chave e foi aonde que ele veio pra cima dela e fez o que fez (sic)”, relata a segurança.

Fabiana segue dizendo que o valentão agrediu um outro rapaz. “Ele agrediu um outro rapaz que estava discutindo com ele. Ele esperou o cara virar e sentou um murro na cara dele, arrancando dois dentes do coitado”.





Ainda no desabafo, a segurança se dirige à esposa de Luiz Felipe, a delegada da cidade, Ana Paula Gontijo. “Espero de você Ana Paula, que seja mulher e assuma seu papel de delegada e puna esse safado desse seu marido. Porque a Edvânia só apanhou por causa de você. Só por defender você. Espero que você se ponha no seu lugar, faça seu papel e puna esse safado. Porque é isso que o Felipe é. Um safado, um covarde”.

Não há informações oficiais sobre o destino do agressor, mas um post publicado no perfil do Facebook de Edvânia explica que Luiz Felipe foi preso horas depois, apesar de a delegada da cidade ser sua esposa e também ser vítima do acusado.

Edvânia fez um apelo para que os internautas sigam compartilhando as imagens que mostram as agressões para que o fato sirva de conscientização sobre a necessidade de punir rapidamente os autores de violência contra mulheres.

Fonte:Blasting News

Postagem mais recente Postagem mais antiga