Header Ads

Header ADS

TV Varjota em Destaque - Ao vivo

Homem com rosto deformado vence preconceitos por meio da dança

O dançarino Edy Style tem uma história de superação. Foram preconceitos e obstáculos frequentes em sua vida, mas ele tirou tudo isso de letra. Após um acidente, ainda quando era bebê, o curitibano Edy teve o rosto transfigurado e parte do braço esquerdo amputado.

Mesmo sem saber explicar o que aconteceu, ele conta ao programa Gente na TV, da TV Jangadeiro/SBT, que foi abandonado no hospital pelos pais após o acidente. Depois disso, nunca mais teve contato os pais biológicos. “Só por ter esse problema visível, não significa que eu tenha tanto sofrimento quanto qualquer outra pessoa. Cada um vive superação todos os dias”.

A dança foi uma paixão a primeira vista. Ele começou imitando o rei do pop Michael Jackson, aos 8 anos, e nunca mais parou. “Eu treinava bastante desde criança, mas quando o vi [o Michael Jackson] fazendo, eu falei: cara, eu quero isso para mim”.





Ele começou a dar aula de dança aos 15 anos e já passou por vários ritmos, como: dança de rua e de salão. Agora, ele está em Fortaleza para dar aula de Kizomba, um ritmo africano, que nasceu da mistura de dois ouros ritmos. É uma dança a dois e que veio resgatar algo que está meio perdido no mundo hoje em dia: o abraço. O ritmo também é conhecido com a dança da conexão, a dança do gostosinho, a dança do abraço. Veja mais detalhes no vídeo.

Fonte:Tribuna do Ceará
Tecnologia do Blogger.