ULTIMAS NOTÍCIAS

Vendedor de salgados é espancado e morto em estação do metrô em SP


O vendedor ambulante Luiz Carlos Ruas, de 54 anos, morreu em São Paulo após ser espancado na estação Dom Pedro II do metrô, na noite deste domingo. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), Ruas foi agredido por dois homens, por volta das 22h30, e não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a SSP, o ambulante estava do lado de fora da estação, onde vendia salgados e refrigerantes, quando dois homens se desentenderam com o vendedor e passaram a espancá-lo. O vendedor ainda tentou correr até a bilheteria do metrô, mas foi atingido por vários golpes e caiu no local. Segundo o boletim de ocorrência, agentes de segurança do metrô socorreram a vítima e a levaram ao Hospital do Servidor Público Municipal, mas Ruas acabou morrendo.

Em entrevista ao site de notícias G1, Ivani Akemi disse ter visto o início da discussão, quando dois homens teriam ido urinar do lado de fora da estação e um morador de rua, homossexual, reclamou. Segundo a fonte, os homens perseguiram o morador de rua e Luis Carlos Ruas foi tentar defendê-lo.

A SSP informou ao site de VEJA que a Polícia Civil está investigando o caso, por meio de inquérito policial. Em nota, o Metrô de SP afirma que, depois de prestarem os primeiros socorros, agentes de segurança conduziram para o Pronto Socorro Vergueiro um homem que foi agredido na área livre do mezanino da estação. “O Metrô colabora com a Autoridade Policial para o esclarecimento do crime”, afirma a nota.

O caso foi registrado no 78° Distrito Policial, nos Jardins, como homicídio, mas será encaminhado ao 5° Distrito Policial, na Aclimação, responsável pela área onde aconteceram as agressões.

Fonte:Veja

Postagem mais recente Postagem mais antiga