ULTIMAS NOTÍCIAS

Dupla que faz arrastão no Espírito Santo comemora roubos postando na internet


O caos na segurança que impera nas ruas do Estado do Espírito Santo gerou muita indignação em razão das cenas de violência flagradas pelos moradores acuados. Algumas imagens, no entanto, foram filmadas e divulgadas pelos próprios marginais.

Em um desses vídeos uma dupla de bandidos supera o limite do escárnio e zomba da sociedade e das instituições. Nas imagens, filmadas por um terceiro meliante, por meio de um celular, os parceiros do Crime aparecem comemorando tudo o que conseguiram roubar em arrastões nos quais se envolveram.

Entre outros objetos eles ostentam tênis, calças, camisetas e óculos escuros.

Um dos bandidos celebra: “Olha como é que nós tá, p... (sic)”.

O amigo complementa, eufórico: “É o bicho, c...! O guarda-roupa tá cheio da rapaziada (sic)”.

O outro ainda aproveita para “refletir” que o sofrimento ocorre o ano inteiro, mas um dia chega a recompensa. “Tênis é mato, tênis é mato c... (sic)”.

Ao final de 15 segundos, o vídeo termina com gargalhadas e gritos de comemoração.

Os arrastões e crimes no Espírito Santo começaram após a paralisação da Polícia Militar. A categoria diz que está sem reajuste há três anos. O Governo diz que só aceita negociar quando os agentes voltarem às ruas.






Enquanto o impasse não termina, a população segue acuada. Nesta terça-feira (7) o medo diminuiu um pouco em virtude da presença de homens da Força Nacional, que chegaram na região da Grande Vitória na noite desta segunda-feira (6).

Ainda assim, a última madrugada na capital foi tensa, com o registro de um carro incendiado e um supermercado saqueado. Também houve um tiroteio na cidade de Vila Velha.

Embora o sistema de transporte coletivo tenha voltado a rodar de forma gradativa, muitas pessoas ficaram com medo e preferiram ficar em casa.

Movimento grevista

Essa situação de pânico nas ruas teve início no último sábado (4), quando protestos de familiares da PM passaram a bloquear as saídas dos batalhões.

Como os agentes não podem fazer greve, esta foi uma maneira encontrada de forçar o Governo do Estado a negociar a concessão de reajuste salarial. Por enquanto, não há prazo para o impasse terminar.

Fonte:Blasting News

Postagem mais recente Postagem mais antiga