ULTIMAS NOTÍCIAS

Corredor morre ao ser atingido por coqueiro durante prova de obstáculos


Rio - Uma corrida acabou em tragédia em Vila Velha, no Espírito Santo, na manhã deste sábado. O músico Wagner Carneiro Leão, de 39 anos, morreu após ser atingido por um coqueiro durante a competição King’s Race. Segundo relatos de testemunhas, a árvore apoiava um dos obstáculos da prova e caiu em cima da vítima. Morador de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, ele chegou a ser socorrido e levado para um hospital local, mas não resistiu.

Ex-mulher do corredor, Amanda Tinoco contou que Wagner viajou na madrugada deste sábado apenas para o evento. Ela disse que ficou sabendo da morte por meio de amigos corredores. "Um rapaz que estava do lado dele na prova viu a cena e entrou em contato com o irmão de Wagner. Depois, os outros amigos ligaram para a gente", lembrou Amanda, que também costuma participar de maratonas.

Mesmo divorciados, ela destacou que os dois ainda eram muito amigos e iam assistir ao filme "A Bela e a Fera" nesta noite. "Comprei para a última sessão para dar tempo de ele chegar de viagem e ir ao cinema comigo. Éramos como irmãos. Ele era excepcional, alegre, animado. Não tinha ninguém igual ao Wagner no mundo", elogiou Amanda. Os dois chegaram a ter um filho, que morreu há 19 anos.

O irmão do músico foi ao Espírito Santo para liberar o corpo. A previsão é que o enterro ocorra neste domingo. Amanda lamentou a morte do ex-marido e disse que o acidente precisa ser investigado. "Não é possível que um dos obstáculos da prova estivesse amarrado em uma árvore. Achamos isso totalmente irresponsável", enfatizou.

Antes de voltar a São João de Meriti há mais de um ano, o corredor também morou em Niterói. Atualmente, ele trabalhava na Escola de Música Arte Musical. Não deixou filhos. Segundo a ex-mulher, Wagner estava se preparando para uma maratona que vai ocorrer no meio deste ano. "Eu corria 10 km e o esperava no fim da prova. Éramos muito amigos", completou.

Amigos lamentam a morta na Web

Além de Amanda, que publicou uma foto ao lado de seu ex-marido, os amigos e parentes lamentaram a morte de Wagner por meio das redes sociais neste sábado. "Descanse em paz", disse um deles. "Ainda não estou acreditando nisso. Que Deus conforte o coração da família", pediu outra internauta. "Lembrarei sempre de sua alegria", afirmou mais um.

Em nota, os organizadores da King's Race afirmou que está prestando toda assistência à família do corredor. Ao todo, eram 15 obstáculos durante o percurso. Segundo os integrantes, todos foram testados nos dias anteriores ao evento, sendo o último nesta sexta-feira.

Leia a íntegra da nota

"King's Race lamenta morte de participante de corrida de obstáculos realizada neste sábado em VVA empresa King's Race, organizadora da corrida com obstáculos realizada neste sábado (18) no Rancho Forte, em Morada da Barra, Vila Velha, vem a público lamentar o acidente com o corredor Wagner Carneiro Leão, do Rio de Janeiro. A morte do participante abalou profundamente a equipe organizadora do evento. A empresa informa que está prestando toda a assistência necessária à família de Wagner. Ele morreu após ser atingido por um coqueiro que caiu durante a corrida.

A corrida, da qual participaram cerca de 300 pessoas, possuía em seu trajeto 15 obstáculos. Todos eles foram testados nos dias anteriores ao evento por organizadores e por atletas. Os últimos testes foram realizados ontem (sexta-feira, 17). A King's Race entrou em contato com o Corpo de Bombeiros sobre a necessidade de liberação dos obstáculos, mas foi informada de que somente obstáculos superiores a cinco metros de altura necessitavam de testes, o que não era o caso.

O incidente com Wagner ocorreu por volta das 10h30 deste sábado, quando ele passava pelo quinto obstáculo, que consistia em uma rede afixada entre dois coqueiros, aparentemente íntegros, sobre a qual os corredores tinham que passar. Mais de 50 pessoas já haviam ultrapassado o obstáculo, quando Wagner se aproximou e foi atingido pelo coqueiro em queda. Após o acidente e a prestação de socorro ao corredor, o obstáculo foi interditado, e a corrida continuou, sem registro de outras ocorrências.

Wagner foi imediatamente socorrido pela ambulância que estava no local à disposição dos corredores e levado com vida para o Hospital São Lucas, em Vitória, mas faleceu antes de receber atendimento médico. A King's Race comunicou a família sobre o acidente e está prestando toda a assistência necessária, custeando a vinda de familiares ao Estado para os procedimentos de liberação e transporte do corpo para o Rio de Janeiro.

Foi a primeira vez que Wagner participou de uma corrida de obstáculos no Espírito Santo, mas ele era adepto do esporte, de acordo com informações repassadas por conhecidos. Segundo informações fornecidas pela família de Wagner a King's Race, ele tinha 39 anos, era músico e não deixa filhos.

A King's Race destaca que promoveu, no ano passado, corridas de obstáculos em Pedra Azul e em Matilde e nunca havia registrado nenhum acidente. A empresa reafirma que lamenta profundamente o ocorrido e reforça o compromisso com a família do corredor."

Fonte:O dia Online


Postagem mais recente Postagem mais antiga