ULTIMAS NOTÍCIAS

Cinco disparos atingiram carro de médica cearense em favela do Rio



Rio - Esperada para prestar depoimento na manhã de ontem na 21ª DP (Bonsucesso), a médica Klayne Moura Teixeira de Souza, 28 anos, baleada na manhã de quarta no Complexo da Maré, depois de entrar por engano na comunidade após ser guiada por um aplicativo de trânsito, não compareceu à delegacia.


Ainda não há uma data para um novo depoimento. Um amigo da médica, que a socorreu no dia do crime, foi intimado para prestar esclarecimentos na próxima semana. O carro da médica, que está estacionado na Zona Sul, tem, pelo menos, a marca de cinco disparos.

Três tiros — que aparentemente foram dados de uma arma de grosso calibre — acertaram o para-brisa. Um quarto disparo atingiu a parte esquerda perto da porta do carona. O quinto tiro acertou o vidro próximo ao retrovisor. Esse pode ter sido o disparo que acertou a médica.

Conforme O DIA antecipou ontem, a Polícia Civil indiciou o motoboy Rodrigo da Silva Caetano por tentativa de homicídio contra Klayne. O Disque-Denúncia oferece R$ 5 mil por informações que levem ao suspeito. A denúncia pode ser feita pelo Whatsapp ou Telegram 96802-1650.

O Dia Online

Postagem mais recente Postagem mais antiga