ULTIMAS NOTÍCIAS

Vídeo mostra bandidos assaltando com fuzil fármacia em Copacabana


Imagens de uma câmera de segurança mostram quatro assaltantes armados, um deles portando um fuzil, rendendo funcionários de uma farmácia na Rua Barata Ribeiro, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. No vídeo, gravado às 18h36 da última segunda-feira, dois funcionários do estabelecimento se assustam quando os bandidos invadem o estabelecimento. A gravação está sendo analisada pela 13ª DP (Copacabana).

As imagens mostram um dos assaltantes tirando todo o dinheiro do caixa. Um outro bandido pega a carteira de um dos funcionários. Já os outros dois ladrões aproveitam para recolher produtos da farmácia e saem tranquilamente do local. O assalto durou pouco mais de um minuto.

De acordo com a Polícia Civil, até o momento, a vítima ainda não registrou a ocorrência na unidade. Mas os agentes já estão analisando as imagens das câmeras de segurança do local e realizando outras diligências para identificar os autores do fato.





Funcionário da unidade, que pediu para não ter o nome divulgado, conta que um carro parou em frente à farmácia, com quatro homens. Eles invadiram o comércio e renderam o único cliente que estava no local. O funcionário, que não estava na hora, informou que, além do cliente, dois funcionários estavam na loja e um conseguiu correr. Os bandidos roubaram cerca de R$ 800 do caixa aproximadamente R$ 1.800 em produtos.

— Após recolher o dinheiro do caixa, eles encheram sacolas de produtos da perfumaria. A ação foi muito rápida. Pouco mais de um ano atrás houve outro assalto na unidade. Isso está virando comum na região. Copacabana está entregue — lamenta o funcionário.

Medo é constante no bairro

Moradores de Copacabana lamentam o grande número de assaltos no bairro. Segundo um empresário, que não quis se identificar, os bandidos agora agem com fuzil.

— Minha loja já foi assaltada três vezes. Não temos mais segurança faz tempo. Os ladrões não tão nem aí com as câmeras de segurança. Eles entram, rendem as pessoas, e levam o que querem. Isso já está virando hábito no Rio. Onde vamos parar? — questiona ele, que mora em Ipanema e tem duas lojas na Zona Sul, sendo uma em Copacabana.

Extra Online

Postagem mais recente Postagem mais antiga