ULTIMAS NOTÍCIAS

Juiz que soltou homem que ejaculou em passageira é criticado


Rio - Na terça-feira à tarde, o ajudante-geral Diego Ferreira de Novais foi preso em flagrante por ter ejaculado no pescoço de uma passageira dentro de ônibus que seguia pela Avenida Paulista. Menos de 24 horas depois, porém, Diego já estava solto. A 17ª acusação por abuso sexual contra o homem parece não ter comovido as autoridades: a Polícia Civil não pediu a prisão preventiva do suspeito; o Ministério Público requereu à Justiça o relaxamento da prisão; e o juiz José Eugênio Souza Neto, do Fórum da Barra Funda, entendeu que Diego não usou de violência ou de grave ameaça para constranger a vítima. O caso revoltou as redes sociais ontem.

"Entendo que não houve constrangimento, tampouco violência ou grave ameaça, pois a vítima estava sentada em um banco de ônibus, quando foi surpreendida pela ejaculação do indiciado", diz a decisão. Por outro lado, o juiz pondera que "o ato praticado pelo indiciado é bastante grave, já que se masturbou e ejaculou em ônibus cheio, em cima de uma passageira, que ficou, logicamente, bastante nervosa e traumatizada."

A sentença considerou o histórico de antecedentes do preso, com reiteradas situações como a de terça, e avaliou que a solução mais viável para coibi-lo é o "tratamento psiquiátrico e psicológico".

Cobrador lamenta

O cobrador Bruno Vieira Costa, que auxiliou a vítima e impediu que o agressor fosse linchado por passageiros do ônibus, lamentou ao SBT a decisão da soltura. "Me causa muita tristeza esse tipo de decisão, especialmente por ver que a Justiça falha. Não cabia a mim julgar o agressor naquela hora, mas eu esperava que a Justiça o julgasse. Ele é uma pessoa fria e disse que não era a primeira vez que aquilo acontecia", disse.

Internautas mostraram indignação nas redes sociais. "Alguém pode me dizer qual crime dá cadeia?", perguntou um. "Roubar margarina no mercado", respondeu outra. "Queria ver se o cara tivesse feito isso com a mulher do juiz, ou com a filha dele, se ele soltaria o cara", ponderou um terceiro. "Não houve constrangimento? Como assim? Meu Deus, onde vamos parar?", continuou outra.

Caso parecido no BRT

Um homem foi preso em flagrante depois de ejacular na perna de uma mulher na estação Mato Alto do BRT, em Guaratiba, ontem de manhã. A vítima procurou os policiais do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis), que trabalham no patrulhamento desse sistema de transporte, e prenderam o suspeito.

O homem foi encaminhado para a Delegacia de Atendimento à Mulher de Campo Grande, para registro de ocorrência. Segundo a Polícia Civil, o agressor se esfregou na vítima, que percebeu quando ele ejaculou. O homem foi ouvido e responderá por importunação ofensiva ao pudor.

Informações O Dia Online

Postagem mais recente Postagem mais antiga