ULTIMAS NOTÍCIAS

PMs são punidos após homem matar a ex-mulher dentro da viatura


Dois policiais militares foram autuados por homicídio culposo (sem intenção de matar) e retirado das ruas depois que um homem matou a ex-mulher a facadas dentro da viatura, quando eram conduzidos à delegacia, no último sábado (7). Denunciados à Justiça Militar, os dois foram retirados das ruas e passarão por tratamento psicológico – eles poderão responder ao processo em liberdade.


A atendente Laís Andrade Fonseca, de 30 anos, acionou a Polícia Militar depois de ter encontrado uma câmera escondida instalada pelo ex-marido – cujo nome não foi informado – dentro de sua casa. O equipamento filmava e enviava imagens em tempo real de Laís e do filho de 8 anos.

O equipamento estava no banheiro e transmitia por meio de um computador localizado na laje da casa, no distrito de Pavão, em Teófilo Otoni (MG). Procurado, o ex-marido disse ter instalado a câmera por ciúme. Ele tem 34 anos de idade e, ao ser detido, foi colocado no banco traseiro da viatura, sem algemas, ao lado da ex-mulher.

Quando eram levados para a delegacia, o rapaz sacou uma faca e matou Laís com um golpe no pescoço. Ele ainda desferiu dois golpes contra o próprio corpo e saltou da viatura em movimento para tentar fugir, mas acabou preso.

Revista

À Polícia Civil os policiais militares disseram que revistaram o ex-marido ao fazer a detenção e que ele não estava armado. Argumentaram ainda que o acusado não apresentava comportamento agressivo e, por isso, foi colocado sem algemas ao lado da vítima.

Os policiais não foram capazes de explicar como ele conseguiu a faca. De acordo com o 19º Batalhão da Polícia Militar, os dois descumpriram uma norma interna da corporação ao não revistarem novamente o suspeito antes que ele entrasse na viatura.

(Com Estadão Conteúdo)

Postagem mais recente Postagem mais antiga