Header Ads

Header ADS

TV Varjota em Destaque - Ao vivo

Polícia ouve e libera motorista que atropelou 18 em Copacabana

Antonio de Almeida Anaquim, de 41 anos, que conduzia o carro que atropelou pelo menos 18 pessoas na noite da quinta-feira, 18, na Praia de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, foi liberado na tarde desta sexta-feira pela 12ª Delegacia de Polícia (Hilário de Gouveia). Ele deverá ser indiciado por homicídio culposo e lesões corporais culposas (sem intenção de matar) pela Polícia Civil e poderá responder à investigação em liberdade.

O delegado Gabriel Ferrando afirmou que a hipótese mais provável para explicar o que aconteceu é que o condutor tenha sofrido um “evento epilético” – um desmaio. O motorista alegou ter epilepsia e tratar da doença com remédios. “Disritimia causaria um apagão, ao contrário da convulsão, quando o indivíduo cai e fica se debatendo. Ele disse que já teve esse episódio há uns três, quatro anos e que voltou a ter esse apagão no momento que estava conduzindo o veículo, o que ocasionou a manobra brusca”, disse o delegado.

A Polícia Civil também afirmou que o motorista foi encaminhado imediatamente ao Instituto Médico Legal (IML), onde, durante a madrugada, foi descartada a possibilidade de ele ter ingerido bebida alcoólica. Também foram incluídos pedidos de exames de urina.

Informações Revista Veja

Tecnologia do Blogger.