Header Ads

Header ADS

TV Varjota em Destaque - Ao vivo

Estudante é morta por bala perdida na porta da escola

Uma adolescente de 15 anos, identificada como Regiliana Oliveira, foi morta por uma bala perdida quando chegava à escola particular, onde estudava, no Parque Presidente Vargas, na tarde de ontem. Segundo a Polícia, o alvo da ação seria o pai de outro estudante, que também foi baleado.

De acordo com informações repassadas pela Polícia Civil, o pai do aluno estava em uma motocicleta, quando foi surpreendido pelos dois atiradores, que estavam em um veículo de cor prata. Com o objetivo fugir da dupla, o homem tentou se esconder no prédio da escola.

Os dois homens efetuaram vários disparos e acabaram atingindo a perna do verdadeiro alvo e o tórax da estudante. As vítimas foram socorridas e levadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Canindezinho, mas a adolescente morreu.

Após verificar o nome do homem lesionado, a Polícia constatou que ele já respondia pelo crime de tráfico de drogas.

As Polícias Militar e Civil realizam buscas na região com o objetivo de encontrar os suspeitos, que fugiram do local. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o homicídio e a lesão à bala, afim de identificar a dinâmica do caso e localizar os autores.

Informações preliminares colhidas pelos investigadores do homicídio dão conta que o tiroteio teria sido motivado por uma briga entre facções criminosas.

Reaberta

O primeiro dia de funcionamento da Escola Municipal Dois de Dezembro, na Barra do Ceará, foi marcado pela forte presença de PMs e guardas municipais. A instituição teve as aulas suspensas, após um ataque reivindicado pela facção Comando Vermelho (CV), na última segunda-feira (29). Como medida de segurança, a força-tarefa deve permanecer na escola duas semanas.

No dia do ataque, ao ingressarem na escola, os funcionários perceberam que o prédio havia sido invadido e pichado. Os criminosos pintaram mesas e cadeiras com tinta vermelha, roubaram câmeras de vigilância e ameaçaram os professores com pichações. Segundo a Secretaria Municipal da Educação (SME), uma ação para recolher brinquedos foi iniciada para chamar os alunos de volta. Ainda não se sabe quando as aulas que foram perdidas vão ser recuperadas.

Diario do Nordeste
 
Tecnologia do Blogger.