Header Ads

Header ADS

TV Varjota em Destaque - Ao vivo

Dois homens morrem em confronto com patrulha do Cotar em Quixadá



Dois homens que seriam membros da facção criminosa Guardiões do Estado (GDE) morreram em um confronto com a Polícia, na manhã de ontem, em Quixadá (a cerca de 169 km de distância de Fortaleza).

De acordo com um oficial da Polícia Militar, que preferiu não se identificar, a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) recebeu denúncias que um homem estava traficando drogas em uma residência no bairro Campo Velho. Uma equipe do Comando Tático Rural (Cotar), do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), foi acionada para a ocorrência e, ao chegar ao local, um suspeito, identificado como Sandio Henrique de Almeida Castelo Branco, 21, conhecido como 'Sandy', tentou fugir pelo telhado das residências vizinhas.

Conforme o relato dos militares, 'Sandy' teria efetuado vários disparou contra os integrantes da composição, que revidaram e o atingiram. O homem chegou a ser levado ao Hospital Municipal Doutor Eudásio Barros, mas morreu na unidade de saúde.

Dando sequência à operação, os policiais se deslocaram à residência de Antônio Ilberto Fernandes Brito, 28, o 'Neném Operado' - que já tinha antecedentes criminais de porte ilegal de arma de fogo e roubo e que seria um dos líderes do tráfico de drogas na região.

Informações davam conta que 'Neném Operado' guardava armas, drogas e a contabilidade da facção criminosa. Ao visualizar a equipe policial, ele tentou fugir e efetuou disparos contra os policiais. Na troca de tiros, ele também foi baleado e, depois, socorrido ao mesmo Hospital Municipal, onde morreu.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a operação resultou na apreensão de dois revólveres calibre 38, munições, dois canivetes, três facas, dinheiro, papéis da contabilidade do tráfico de drogas e quatro celulares. O material foi conduzido para a Delegacia Regional de Quixadá, da Polícia Civil.

Estatísticas

Entre os anos de 2013 e 2018, o índice de mortes por intervenção policial aumentou mais de 10 vezes, no Estado do Ceará, na comparação com o primeiro trimestre de cada ano. O número saltou de seis ocorrências, naquele ano, para 64 mortes, nos três primeiros meses deste ano.

Diario do Nordeste

Tecnologia do Blogger.