Header Ads

Header ADS

TV Varjota em Destaque - Ao vivo

Prédio da Delegacia de Policia Civil e Carro de PM são alvo se ataques em Tamboril





O fato foi registrado na noite da última quinta-feira (28/06). Por volta das 20h, um cidadão chegou na delegacia informando que tinha acabo de ser roubado no centro da cidade, por dois homens armados que lhes roubaram o seu telefone celular.

De imediato a Polícia Militar saiu em diligências, porém os PMs receberam uma ligação anônima informando que um determinado adolescente possivelmente estaria envolvido no roubo. Diante da informação, a polícia conseguiu localizar o adolescente que negou a participação no roubo do celular, e em poder do mesmo a PM apreendeu uma certa quantidade de droga.


Com a apreensão do adolescente, o mesmo acabou abrindo o jogo para a polícia, e disse que um vigilante de nome Marcelo estaria armado e seria ele "o vigilante" quem repassava todas as informações para elementos virem praticar assaltos em Tamboril.

Os PMs continuaram em diligências e em seguida o vigilante Marcelo foi localizado e com o mesmo a PM apreendeu um revólver calibre 38, contendo cinco munições intactas. Marcelo negou todas as acusações que lhe foram feitas pelo adolescente. Após a prisão do vigilante e a apreensão do adolescente, os PMs se deslocaram para a Delegacia Regional de Polícia Civil em Crateús para a realização dos procedimentos.

Com a ausência dos PM's, que tiveram que irem a Crateús, elementos ainda não identificados foram até o prédio da Delegacia Municipal de Polícia Civil de Tamboril e efetuaram vários tiros contra o prédio e também contra o carro de um PM, veículo este que estava estacionado em frente a Delegacia.

No local foram encontradas várias cápsulas calibre 380.


Após tomar conhecimento do ocorrido, o Delegado Dr Augusto Soares retornou de Fortaleza onde participaria de um curso, e chegando em Tamboril reuniu toda sua equipe e caíram em campo na realização das investigações.

Em entrevista o delegado Dr Augusto, não quis dar muitos detalhes até porque as investigações ainda não foram todas concluídas, porém afirmou que já tem nomes de suspeitos e que novidades poderá surgir a qualquer momento.

 Já, para o sargento Glaubio Campos, o ataque ao prédio da delegacia poderá ter sido uma tentativa de represália por parte do crime, contra o trabalho da polícia, principalmente diante das últimas prisões realizadas no referido Município.

Ipaporanga Notícias
Tecnologia do Blogger.