Header Ads

Header ADS

TV Varjota em Destaque - Ao vivo

Tragédia em Milagres: ataque a banco termina com 11 mortos. Entre as vítimas, cinco reféns de uma mesma família





Uma tentativa de roubo a banco na cidade de Milagres, na Região do Cariri, Sul do estado (a 494Km de Fortaleza), terminou em tragédia. Informações extra-oficiais dão conta de que, ao menos, 11 pessoas teriam morrido durante o confronto entre a Polícia Militar e a quadrilha. Entre as vítimas, cinco pessoas de uma mesma família, oriunda da cidade de Serra Talhada, em Pernambuco, que teria sido tomada como refém pelos assaltantes.

O ataque ocorreu no começo da madrugada desta sexta-feira (7). O bando armado teria invadido a cidade por volta de 2 horas. Contudo, a Polícia Militar havia recebido informações de Inteligência e   estrategicamente montou o cerco aos criminosos.

Na troca de tiros que se estabeleceu durante cerca de 10 minutos, segundo o relato dos moradores do Centro de Milagres, bandidos foram mortos e policiais teriam ficado feridos. Há poucos minutos veio a informação de que entre os mortos estariam os reféns.

A cidade acordou atônita durante a madrugada com o intenso tiroteio. Quando o dia amanheceu, a movimentação policial permanecia intensa. Na porta do Hospital Municipal Nossa Senhora dos Milagres foram estacionados dois rabecões do núcleo da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) de Juazeiro do Norte. Por volta de 7 horas, os corpos de quatro pessoas foram retirados do necrotério do hospital e colocados nos veículos da Pefoce.

Identificação

Um familiar dos reféns mortos concedeu entrevista ao radialista Normando Sóracles, do site miséria.com e confirmou que quatro familiares viajavam numa caminhonete modelo Ford Ranger, quando foram atacados pelos criminosos nas proximidades do hospital de Milagres e acabaram sendo mortos, a tiros, em meio à troca de tiros entre PMs e bandidos. Contudo, no hospital de Milagres foram contados cinco mortos, sendo o comerciante e uma mulher e três jovens.

Um dos mortos era o guiador da Ranger, o comerciante pernambucano João Magalhães, 48 anos, dono de uma loja de produtos de informática em Serra Talhada. Com ele estava seu filho, Vinícius, de 13 anos; além de uma cunhada e uma sobrinha. João e o filho haviam ido a Juazeiro do Norte buscar as duas mulheres que desembarcaram de um voo procedente de São Paulo e todos seguiam para Pernambuco. A quinta pessoa morta não foi identificada.

Já em relação aos criminosos mortos, a Polícia não deu informações sobre suas identidades. O Comando Geral da Polícia Militar do Ceará, em Fortaleza, está em contato com as forças policiais em Milagres para se inteirar do fato. O episódio também está sendo acompanhado pelo Palácio da Abolição. O governador Camilo Santana (PT) soube do fato do começo da manhã quando recepcionava nesta Capital o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Raul Jungmamm, que veio ao Ceará inaugurar o Centro Regional de Inteligência.

Até o momento, o governo não se pronunciou sobre o caso.

Informações Fernando Ribeiro
Tecnologia do Blogger.