Header Ads

Header ADS

TV Varjota em Destaque - Ao vivo

Ceará tem 23 ataques neste domingo, após atuação da Força Nacional

Base de telefonia foi explodida na cidade de Limoeiro do Norte, interior do Ceará — Foto: Sistema Verdes Mares


As polícias do Ceará montaram uma força-tarefa para tentar frear a onda de ataques no estado, que destruiu dezenas de ônibus, carros e prédios públicos desde quarta-feira (2). No entanto, mesmo com o reforço da Força Nacional, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar, foram registrados 23 ataques. Dois deles em Fortaleza, contra um posto de combustível e uma torre policial, na noite de sábado, e seis contra veículos, banco, prédios públicos e uma base de telefonia em cidades do interior neste domingo (6).

Em todo estado, chegou a 115 o número de ações criminosa desde o início da onda de violência.

Dois suspeitos foram mortos durante uma troca de tiros com a polícia ao tentar incendiar um posto do Detran no Bairro Granja Portugal, em Fortaleza, na madrugada de domingo. Um policial militar ficou ferido após ser atingido no braço durante o confronto. No local, a polícia apreendeu bombas caseiras (coquetel molotov) que seriam usados na ação.

Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, 110 pessoas foram capturadas por envolvimento nos crimes, sendo 76 adultos e 34 adolescentes. Desse total, 60 detenções ocorreram neste sábado, após a chegada da Força Nacional. Entre os presos, está um motorista suspeito vender combustíveis a grupos criminosos.

Ataques continuam

Ainda durante a madrugada do domingo, um prédio do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) foi incendiado no município de Marco, na região norte do estado. Em Acaraú, a sede da prefeitura foi alvo de ataques e teve ônibus destruídos. Outro ataque foi registrado no município de Jijoca de Jericoacoara, onde criminosos atearam fogo em um estacionamento utilizado pela prefeitura. Dois veículos, um ônibus e um carro de passeio foram atingidos pelas chamas.

Por volta das 7h deste domingo (6), uma agência bancária foi atacada com tiros e incendiada. O fogo foi controlado e não houve maiores danos ao prédio. Além disso, os criminosos explodiram uma base de telefonia na cidade de Limoeiro do Norte. Devido ao ataque, 12 cidades da região ficaram sem telefonia móvel, conforme a polícia.

No sábado, foi registrado um ataque a um posto de observação da Guarda Municipal. Dois suspeitos em uma motocicleta passaram atirando contra o posto policial. Nenhum agente de segurança ficou ferido. Criminosos também incendiaram duas bombas de combustível e duas salas do escritório em um posto de gasolina na rodovia BR-116, no Bairro Messejana. Já no interior, dois caminhões foram queimados no pátio da prefeitura de Barroquinha, norte do estado.

Informações G1
Tecnologia do Blogger.