Header Ads

Header ADS

TV Varjota em Destaque - Ao vivo

Caçada a assassino de universitária em Pedra Branca continua; corpo foi achado há 30 dias



Equipes da Polícia Civil e da Polícia Militar continuam à procura de José Pereira da Costa, vulgo “Zé do Valério“, ou “Emanoel”. Ele está foragido da Justiça desde o dia 25 de abril, quando familiares da universitária Danielle de Oliveira Silva, 20 anos, encontraram seu corpo em um matagal, na localidade de São Gonçalo, vizinho a uma propriedade dos pais da vítima, a 15 km do Centro de Pedra Branca, onde residem.  “Zé do Valério” é apontado pela família da jovem como autor do crime.

Nesta sexta-feira (24) os policiais se concentraram nas imediações da localidade de São Lourenço, no distrito de Santa Cruz do Banabuiú, também conhecida como “Cruzeta“, ainda em Pedra Branca.

Segundo informações de moradores do último local onde o fugitivo da Justiça foi visto, na madrugada da quinta para a sexta-feira ele invadiu uma residência e levou todos os alimentos e ainda algumas roupas. Não havia ninguém no imóvel.

A delegada da Polícia Civil em Pedra Branca, Anarda Pinheiro Araújo, à frente das investigações, informou que o último local onde “Zé do Valério” foi visto por moradores fica próximo à BR-020, portanto, os condutores que trafegarem pela rodovia federal devem ficar atentos e informar imediatamente à Polícia. Os telefones são (88) 3515 1599, o WhatsApp (88) 9 9947 1321 e o número de urgência da Polícia Militar, 190. Equipes continuam na região.

Para a Polícia, “Zé do Valério” deve estar escondido na mata, densa nesta época do ano, já que é habituado à caça, conforme relataram testemunhas que conviveram com ele, ou pode estar utilizando como refúgio alguma edificação abandonada.

Em razão ele estar armado com uma espingarda e um revólver, sendo visto, a população não deve se aproximar, mesmo que em maior número. Ele é considerado violento, e além da morte de Danielle, é procurado pelo assassinato de outra mulher, Maria Solange Cezário, em Tauá, no ano 2013. As duas foram violentadas por ele.

Denúncias anônimas

Polícia de Pedra Branca > (88) 3515 1599
Polícia Militar > 190
Whats App (88) 9 9947 1321

Tecnologia do Blogger.