Header Ads

Header ADS

TV Varjota em Destaque - Ao vivo

Tendência é de chuvas no Ceará continuarem no fim de semana, aponta Funceme



A tendência apontada pelos meteorologistas segue sem mudanças. A indicação é de céu nublado com eventos de chuva no centro-norte do estado. Tal cenário aponta que as precipitações deverão atingir mais de 50% da área sob previsão, não indicando, de forma obrigatória, registros em todos os municípios. Já para o sul, há possibilidade (precipitação de 5% a 20% da área). No sábado (15), as macrorregiões do Maciço do Baturité e Jaguaribana terão chuvas isoladas, além da faixa litorânea. Ou seja, a área de abrangência será relativamente menor. Na Ibiapaba, há possibilidade de chuva. Já para as demais áreas, a previsão é de apenas nebulosidade variável. Por fim, para o próximo domingo, a Funceme prevê uma nova redução na área de abrangência do estado. A indicação é de possibilidade de chuva no litoral, no Maciço de Baturité e na região Jaguaribana. Nas demais áreas, céu variando entre claro e encoberto ao longo do dia. Apesar da previsão indicada na manhã desta sexta, o corpo técnico da Funceme realizará novas análises na tarde de hoje e ainda nas manhãs do fim de semana. Caso seja necessário, os meteorologistas farão alterações conforme o observado por meio de satélites e modelos numéricos. Ondas de Leste O Ceará vai registrando seu terceiro dia consecutivo de precipitações expressivas. Tais acumulados têm sido concentrado, principalmente, nas áreas vizinhas ao litoral. O cenário é associada à atuação de um Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL), também conhecido por Ondas de Leste. O DOL é um sistema atmosférico típico deste período do ano e provoca chuvas mais intensas nos estados do leste da região Nordeste, como Pernambuco e  Paraíba. Quando sua atuação é mais expressiva, acaba trazendo chuvas para o Ceará também. Junho e julho é conhecido por Pós-Estação. “Com o afastamento da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), se inicia o período caracterizado por uma sensível e progressiva redução do volume médio mensal das chuvas no estado. Historicamente, em junho e julho, o leste do Ceará e o litoral recebem algumas chuvas que, em geral, são rápidas e não muito intensas, mas eventos mais intensos não são fora do comum”, explica o pesquisador da Funceme, Raul Fritz. Balanço No intervalo entre as 7h de ontem e as 7h de hoje, há informação de registros de chuva em, pelo menos, 99 municípios. Na ocasião, postos pluviométricos de Fortaleza e Aquiraz tiveram os maiores acumulados. Na Capital, onde a maior precipitação entre as 7h de ontem e as 7h de hoje foi registrada, o acumulado foi de 92 milímetros no posto pluviométrico de Messejana. Já no posto Fundação Maria Nilva/Água Fria, o observado foi de 82 mm. Aquiraz teve 79 mm e, em Pacoti, foram 58,2 mm. No balanço até o início desta manhã, já há informação de registros em, pelo menos, 60 municípios. 

Informações O Povo
Tecnologia do Blogger.