Header Ads

Header ADS

RÁDIO VARJOTA - AO VIVO NA TV

Um morto e três presos no cerco da Polícia Militar a bandidos que tentaram matar estudante em Caucaia


 BANDIDO MORTO: Lucas Marcelino da Silva, morreu na troca de tiros com a Polícia 






Três criminosos presos e um morto. Este foi o resultado de uma operação policial realizada na manhã desta segunda-feira (7), no Município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). O cerco aconteceu após a Polícia Militar descobrir o esconderijo de bandidos de uma facção criminosa que, na semana passada, tentaram assassinar uma estudante de 17 anos quando ela seguia para a escola.

Na manhã de hoje (7), patrulhas da Força Tática do 12º BPM (Caucaia), sob o comando do tenente PM Filho, receberam a informação sobre o endereço onde estavam escondidos os criminosos: uma casa no bairro Parque Soledade. No momento do cerco, os bandidos passaram a disparar tiros contra os militares, que revidaram à altura e impediram a fuga da quadrilha.

No confronto, um dos suspeitos, identificado como Lucas Marcelino da Silva, 17 anos, foi atingido por um tiro e morreu minutos depois, apesar de ter sido socorrido pela própria Polícia Militar para o Hospital Municipal Doutor Abelardo Gadelha da Rocha. Apesar de menor, ele já respondia por vários atos infracionais (crimes), inclusive homicídios.

Presos

Na operação, foram presos outros três bandidos que vinham provocando pânico na população do Parque Soledade, sendo identificados como Gabriel da Silva Nascimento, o “Biel”; Jaderson Rocha de Souza, o “Jean”; e José Luan Nascimento da Silva, o “Lourinho”; todos integrantes de uma facção criminosa responsável por diversos crimes de assassinato em Caucaia nos últimos meses.

Com a quadrilha presa, os policiais militares apreenderam um revólver de calibre 38, uma submetralhadora de fabricação clandestina, além de munições e drogas.

O crime

Na tarde da última terça-feira (2), a estudante Ana Paulina de Souza Rocha, 17 anos, seguia para a escola na companhia da mãe, no bairro do Açude,quando as duas foram surpreendidas por três criminosos. Mesmo com o pedido da mãe, os criminosos atiraram no rosto da estudante, com a intenção clara de matá-la. A jovem permanece internada em Fortaleza.

De acordo com a investigação, os bandidos que pertencem a uma facção decidiram matar a estudante por ela ter postado no facebook uma homenagem a um amigo assassinado, há cerca de três semanas, provavelmente, pelos mesmos criminosos que tentaram executá-la. Desde então, Ana Paulina vinha sofrendo ameaças da facção.

Ainda na noite de terça-feira, um suspeito do crime foi detido pela PM, porém faltava localizar o restante da quadrilha, o que aconteceu na manhã de hoje (7).

Informações Fernando Ribeiro
Tecnologia do Blogger.