Header Ads

Header ADS

RÁDIO VARJOTA - AO VIVO NA TV

Após sangria de açudes, passagens molhadas ficam submersas no interior do Ceará




A chuva dos últimos dias trouxe volume para alguns reservatórios do interior do Ceará. Por causa do aumento pluviométrico, pelo menos 21 açudes superaram a sua capacidade máxima até este domingo (15). As sangrias foram sentidas em passagens molhadas e outros pontos de travessia, que ficaram submersos.

Na região do Sertões dos Inhamuns as águas vindas da barragem Trici chegaram à passagem molhada que conecta os bairros do Centro e Tauazinho, em Tauá. O açude é o segundo maior da região e superou o volume total na última sexta-feira (13).


Em Várzea Alegre, no distrito de Riacho Verde, a via molhada nas proximidades do Sítio Guaribas também está alagada, mas não há problemas de deslocamento.

Uma via molhada também está submersa no distrito de Várzea da Conceição, na Zona Rural do Cedro. A passagem conecta o distrito à outras comunidades da região. Há três dias moradores enfrentam enfrentam dificuldade de locomoção devido ao volume da água. O volume que passa na travessia alimenta o açude de Lima Chaves, no município de Icó.

A prefeitura de Cedro informou que desde as primeiras chuvas nos distritos a prioridade é a recuperação de estradas e trechos de rotas do transporte escolar. Sobre a informação que moradores estão ilhados distrito de Várzea da Conceição, a nota esclareceu que "historicamente, o nível baixa rápido pelo escoamento de encontro com outros riachos" e que o vídeo que circula nas redes sociais não é verdadeiro.

Reservatórios

O volume acumulado nos 155 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) nos 70 dias deste ano é o melhor desde 2015, quando comparado a igual período dos anos anteriores. 21 reservatórios ultrapassaram o volume total e outros 7 açudes estão com carga acima de 90%.

Apesar do número de reservatórios com capacidade acima da máxima, 80 dos 155 açudes monitorados pela Cogerh ainda apontam volume abaixo de 30% do aporte total. Até o momento, o estado está com 17,3% da capacidade máxima, o equivalente a 3,21 hm³.

Diario do Nordeste
Tecnologia do Blogger.