Header Ads

Header ADS

Fim de semana sangrento na guerra de facções deixa 42 pessoas mortas no Ceará



O agravamento da guerra travada entre facções criminosas no Ceará provocou mais um banho de sangue no estado neste fim de semana. Ao menos, 42 pessoas foram mortas em crimes de assassinatos, latrocínios (roubo seguido de morte), feminicídios e execuções sumárias, além de achados de cadáveres, mortes por intervenção policial e lesões corporais seguidas de óbito.  Somente na Grande Fortaleza, 23 pessoas foram executadas e mais 19 no interior.

A “explosão” dos índices da violência armada na Grande Fortaleza teve como um dos principais componentes a retomada de territórios da facção Guardiões do Estado (GDE) desde a última sexta-feira (19), que foi acompanhada de queima de fogos de artifícios e disparos de tiros em via pública em dezenas de bairros de Fortaleza e cidades da Região Metropolitana.

Em Fortaleza, ao menos, 11 pessoas foram mortas entre a sexta-feira (19) e o começo da madrugada desta segunda-feira (22). Foram registrados assassinatos nos seguintes bairros: Barra do Ceará (dois casos), Bom Jardim, José Walter, Vila União, Pici, Siqueira, Antônio Bezerra e Conjunto Palmeiras (triplo homicídio, na Rua Saquarema).

Na Região Metropolitana de Fortaleza, foram registrados 12 assassinatos nos municípios de Caucaia, Maracanaú, Pacajus e Paracuru. Já Na Região Sul, os 12 homicídios ocorreram nos seguintes Municípios: Lavras da Mangabeira, Tauá, Jaguaribara, Ibaretama, Limoeiro do Norte, Alto Santo, Jaguaribe, Nova Olinda, Juazeiro do Norte e Russas.

Na Região Norte, foram sete assassinatos nas cidades de Varjota (Bairro Pedreira), Sobral (duplo homicídio no centro da cidade), Frecheirinha (dois casos, nas localidades de Goiabeiras e Caeral), Alcântaras (Sede) e Novo Oriente (Sede).

Fernando Ribeiro

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.