Header Ads

Header ADS

PM prende homem e mulher por suposto envolvimento na morte de sargento em Fortaleza


Francisco Rodrigo Lopes da Silva


Um homem e uma mulher suspeitos de envolvimento na morte do sargento Nilton Cezar Vieira Lopes, de 43 anos, assassinado a tiros durante uma tentativa de assalto na madrugada do sábado (13) no bairro Ancuri, em Fortaleza. Uma terceira pessoa suspeita de envolvimento no crime foi morto em troca de tiros com policiais.

O policial militar foi assassinado a tiros ao reagir à tentativa de assalto quando voltava de uma operação no bairro Jangurussu, em Fortaleza. Em uma semana, este é o 3º PM morto na capital cearense e, desde 21 de abril, já são cinco agentes de segurança assassinados.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), policiais fizeram buscas e conseguiram prender a mulher no Conjunto Maria Tomásia, no bairro Jangurussu. Policiais militares lotados no Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (Bepi) receberam informações de que um dos autores do crime estaria em um imóvel na região e foram até o local. No imóvel, os agentes foram recebidos por uma mulher identificada como Naiara Maria da Silva, de 24 anos.
 Sargento PM Nilton Cezar Vieira Lopes estava na corporação da Polícia Militar do Ceará desde 2003

Policiais fizeram buscas na residência e encontraram uma espingarda, colocada sobre um guarda-roupas infantil, além de munição. Ainda no imóvel, os agentes apreenderam 42 trouxinhas de maconha, 13 de cocaína, rádios comunicadores, entre outros materiais. A mulher foi conduzida ao 7° Distrito Policial (DP), onde foi autuada por tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo.

Ainda segundo a SSPDS, após receber denúncias, composições do Comando Tático Motorizado (Cotam) e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) voltaram à mesma região para realizar buscas, e em outra residência encontraram 440 gramas de maconha. Kássio Israel Santos da Silva, de 18 anos, foi preso. O jovem já tem passagens na polícia por tráfico de drogas e foi autuado em flagrante pelo mesmo crime, investigado no 30° Distrito Policial (DP).

Nos dois casos, conforme a SSPDS, a Polícia Civil vai aprofundar as investigações para identificar se ambos possuem envolvimento na morte do sargento Lopes.

Suspeito morto em troca de tiros

Conforme a pasta, antes das prisões, policiais já haviam trocado tiros com um suspeito na tarde do último sábado. No confronto, um homem identificado como Francisco Rodrigo Lopes da Silva, de 20 anos, foi atingido e levado para uma unidade hospitalar, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo. Um revólver calibre 22 foi apreendido na ação. A 11ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) apura o envolvimento de Rodrigo no crime contra o sargento.

Diario do Nordeste

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.