Header Ads

Header ADS

Flordelis é apontada como a mandante do assassinato do marido

 


A deputada federal Flordelis (PSD-RJ), de 59 anos, foi apontada como a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, 42, ocorrido no dia 16 de junho do ano passado, na residência do casal, em Pendotiba, Niterói, na Região Metropolitana do estado. A parlamentar foi indiciada pelo Ministério Público estadual (MPRJ) por cinco crimes envolvendo o caso: 


. homicídio triplamente qualificado

. tentativa de homicídio duplamente qualificado

. falsidade ideológica

. uso de documento falso

. organização criminosa

Além do indiciamento de Flordelis, ela a família são alvo de uma grande operação do MPRJ e da Polícia Civil, desde as primeiras horas da manhã desta segunda-feira. São diversos mandados de prisão e de busca e apreensão sobre o assassinato do pastor, que estão sendo cumpridos na casa da deputada e em outros endereços ligados à parlamentar.

O CRIME

O pastor Anderson do Carmo morreu na madrugada do dia 16 de junho do ano passado, quando havia acabado de chegar em casa na companhia da mulher. Ele foi alvo de vários disparos de tiro, na garagem da residência. Flordelis não estava no local no momento do crime.

Dois filhos do casal, Flávio dos Santos Rodrigues, 38, e Lucas dos Santos de Souza, 18, vão ser julgados como executores do crime por homicídio duplamente qualificado. Eles estão presos preventivamente em Bangu 9, no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste da capital, de a época do assassinato.

A investigação da polícia apontou que Flavio confessou ter atirado seis vezes no padrasto. O laudo da necrópsia contraria a versão contada por ele e aponta que o corpo do pastor apresentava 30 perfurações de bala.


Já Lucas é apontado como responsável pela negociação da arma usada por Flávio no dia do crime. A pistola Bersa, calibre 9 mm, foi encontrada dias depois do crime no quarto de Flávio.


Com Informações do Jornal O Dia

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.