Header Ads

Header ADS

Polícia Civil prende chefe do tráfico na Praia de Iracema em uma mansão no Aquiraz



 Um homem apontado como o responsável por ordenar homicídios a mando de uma organização criminosa foi preso pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) em uma casa de luxo, na cidade de Aquiraz. A localização do suspeito ocorreu após um trabalho investigativo realizado pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), na última quinta-feira (20). Contra ele, havia ainda um mandado de prisão em aberto. As informações sobre a operação foram repassadas em entrevista na manhã desta segunda-feira (24), na sede do Complexo de Delegacias Especializadas (Code), em Fortaleza.


Natural de Manaus, no Amazonas, Francisco Weskley Bento de Lima (30), vulgo “Leleco” ou “Gold”, é tido no coletivo criminal que integra como “Conselheiro de Guerra”. Os levantamentos da delegacia especializada apontam que ele era o responsável pelo ordenamento de homicídios e também pela distribuição e mercancia de drogas na comunidade conhecida por “Oitão Preto”, no bairro Moura Brasil – Área Integrada de Segurança 4 (AIS 4) de Fortaleza.


No curso das diligências, os investigadores da Draco identificaram que “Leleco” residia em uma casa no Porto das Dunas, em Aquiraz (AIS 13). Por intermédio das diligências, a equipe chegou ao imóvel onde o suspeito foi abordado. Ele chegava em um veículo de modelo Renault Sandero. Com ele, foi encontrada uma pistola calibre 380, com dois carregadores e 33 munições intactas, uma pequena quantidade de maconha e aparelhos celulares. Em depoimento, ele afirmou que mantinha a arma para proteção pessoal.


Weskley responde por pelo menos dez inquéritos policiais no Ceará por quatro homicídios ocorridos entre os anos de 2016 e 2018; roubo, tráfico de drogas, associação para o tráfico, por integrar organização criminosa, porte ilegal de arma de fogo, desacato e resistência. Além dessa ficha criminal, contra ele também havia um mandado de prisão preventiva em aberto por participação em uma morte provocada por crime violento.


O suspeito foi encaminhado à sede da Draco, onde foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, por posse de droga e por integrar organização criminosa. Com a prisão de “Leleco”, a Polícia Civil dará continuidade aos trabalhos policiais com o objetivo de identificar o envolvimento dele em outros delitos.


Denúncias


Para combater a atuação de grupos criminosos no Estado, a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) conta com a participação da população para repassar informações que auxiliem os trabalhos investigativos. Por isso, a unidade especializada da Polícia Civil do Ceará mantém um número de WhatsApp para receber denúncias de ações criminosas em todo o Estado. A população pode enviar mensagens de texto, áudios, fotos e vídeos para o número (85) 98969-0182.


As denúncias também podem ser feitas, por meio de ligação gratuita, para o 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O sigilo e o anonimato são garantidos.


Informações SSPDS

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.